sexta-feira, 27 de março de 2015

Tributo ao Outono

O fim da tarde se encontrava abafado, anuncio de uma tempestade que se aproximava lenta e obscura.
A chuva se materializou por sobre aquele vale.
Imersa em seus pensamentos ela se levanta e olha pela janela, seu casebre é feito de galhos retorcidos e flores silvestres, em seu quarto existe um perfume adocicado e sutil, como a chama fria que crepitava em seu interior, luxuria e delicadezas eram a matéria prima de sua alma.
Aos poucos a tempestade foi se acalmando, o cheiro de terra molhada misturado com folhas e frutos caídos eram um convite para caminhar, descalça e com uma túnica branca, ela andou, pisou em pedras aquecidas pela umidade do centro fecundo de Gaia.
Ruídos vindos do interior das matas a chamavam, acordes ritmados tocavam uma melodia que por ela era familiar, a urgência toma seu corpo, apressando seus passos ela chega ao seu destino, cores terrosas, frutos e folhas caídos ao chão, o tributo da natureza era um terno sacrifício, lentamente ela dançava, fazendo largos movimentos e emitindo um som com a força de todos os ventos. O sopro marcou o início do Outono, chegou em todos os cantos como uma brisa fresca, seus passos coreografados marcavam o início da marcha fúnebre que eram as coisas mortas, caídas... Mas o grito que emitiu dos lábios sedentos por vida acordou todo o vale, trazendo uma bruma escura e preparando a terra para outra colheita.
Mais uma vez ela acordou
Sua fúria trouxe ventos, tempestades.
Acordou o primitivo existente nos homens.
Trouxe morte para colher a vida.
 



8 comentários:

  1. O outono é a estação da renovação da vida.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade Camyli eu acho uma belíssima estação :)

      Excluir
  2. Tu tem talento para os contos, mas tu não te solta. Te sinto presa, como se tentasse segurar coisas que você pensa que não cabem aqui, eu gosto de como você traduz com originalidade teu dia à dia, imagino que acrescentar um pouco de ficção à isso, seria bom. Tu tem talento pra contar coisas, não desperdiça isso.
    Saudações.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Garoto esperto ^^ com certeza tem muita coisa que penso e sinto que não tenho coragem de colocar aqui,quem sabe um dia eu crie um blog só para isso.
      Obrigada pelo elogio :)

      Excluir
  3. Ode do amor e do ódio ao outono: amo porque é meu aniversário, odeio por causa da mudança climática que faz minha asma atacar. ahsuiahushuiahs

    A dica dai de cima faço minha também, Carol :3
    | A Bela, não a Fera |
    | FB Page A Bela, não a Fera|

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rs entendo você, tb é a estação que nasci por isso e por causa do ciclo de renovação do outono que sou apaixonada por essa época.

      Excluir
  4. Boa tarde Carol..
    folhas que tombam... chuvisqueiro.. chuva mais forte.. tudo em perfeita harmonia para que a mãe terra continue seu processo..
    é a estação que mais gosto.. nem frio nem quente rsrs
    ainda mais aqui para o sul..
    ainda aproveito as folhas que se desprenderam para adubar a horta rsrs
    a natureza nos dá tudo não é.. bjs e lindo dia senhorita
    até sempre

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Viu como é uma estação maravilhosa, útil, e agradável :)

      Excluir